Historial – Associação Recreativa de Nossa Senhora de Fátima do Arco de São Jorge

A Associação Recreativa de Nossa Senhora de Fátima do Arco de São Jorge foi fundada em 13 de Outubro de 1933 por Silvano Abreu Cardoso, também seu primeiro Diretor Artístico. Até à década de setenta, a coletividade ostentava o nome de Banda Escola de Nossa Senhora de Fátima.
Esta filarmónica é herdeira do Grupo Musical de Nossa Senhora de Fátima, grupo de instrumentos de palheta existente na freguesia desde 1929, de que o Sr. Silvano fora fundador e animador artístico. Este agrupamento animava não só as quadras festivas religiosas (com especial ênfase para o Dia de São José, padroeiro da freguersia, Natal e Páscoa), mas também, no verão, as Festas litúrgicoprofanas da paróquia – São José e Santíssimo Sacramento.
Autodidata, o sr. Silvano Abreu Cardoso havia adquirido alguma da sua formação musical durante o seu percurso escolar na Escola Salesiana de Artes e Ofícios e era um bom conhecedor do panorama artísticomusical regional dessa altura.

Depois de já terem surgido a Filarmónica do Faial, nos finais do século XIX, e a Banda Municipal de Santana, em 1926, o Sr. Silvano Abreu Cardoso, a fim de quebrar o isolamento a que estava votada a população da freguesia e incrementar a formação artística e religiosa das populações, bem como a sua alfabetização, através do ensino da música e das letras (leitura e escrita), decidiu fundar a Banda Escola de Nossa Senhora de Fátima, pois um agrupamento deste tipo teria um impacto muito maior junto da população local e das freguesias circundantes; além disso, permitia um recrutamento de jovens músicos (rapazes) mais fácil e em muito maior número do que um agrupamento de palhetas.
Com a saída do fundador para o continente português no final da década de cinquenta, também desapareceu a componente religiosa dos ensaios.
Em 16 de julho de 1986, por força da Coleta obrigatória nas Finanças e legalização da sua atividade, como aconteceu a muitas coletividades antigas do país, a Banda foi integrada na Associação Recreativa de Nossa Senhora de Fátima do Arco de São Jorge, constituindo a sua Secção Musical.

Durante muitos anos, a Banda funcionou em instalações precárias, em diversos sítios da freguesia. Em 16 de Fevereiro de 2005, foi instalada no Centro Cívico do Arco de São Jorge, equipamento coletivo levado à prática pela então Secretaria Regional do Equipamento Social, usufruindo, a partir dessa data, de boas condições para exercer a sua atividade.
Tem marcado presença em concertos, arraiais populares e programas de animação de entidades públicas, um pouco por toda a Região Autónoma.
O momento mais marcante do seu historial foi a sua participação no dia da Região Autónoma da Madeira na Expo’98, em Lisboa, no dia 04 de setembro de 1998.
Atualmente tem um efetivo de 27 executantes e uma escola de música com cerca de 10 aprendizes.
A Direção é presidida por Fernanda de Gouveia Ferreira, Professora de Educação Musical do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico.

Comece a escrever e pressione Enter para pesquisar