Banda Filarmónica do Faial

Banda Filarmónica do Faial


No seio de um incremento significativo ao movimento filarmónico regional em finais do século XIX, se fundou, a 1 de Dezembro de 1895, a Filarmónica Recreio União Faialense (Banda Filarmónica do Faial), por iniciativa de Joaquim Francisco de Freitas, seu primeiro diretor artístico, e João Xavier de Freitas, e com a prestimosa cooperação de Júlio Teixeira, de Manuel Marques Barcelos e, sobremaneira, do Dr. João Albino Rodrigues de Sousa – médico, latifundiário, industrial e político, segundo Tesoureiro da Junta Geral do Distrito – e ainda do Dr. João Catanho de Meneses – advogado e estadista português, com notável exercício político nas décadas finais da Monarquia Constitucional e da Primeira República. Embora se desconheça o período inicial de atividade, é sabido que os mentores da filarmónica faialense celebraram, a 21 de Fevereiro de 1897, “contrato de aprendizagem” por um ano com o Sargento Músico Frederico José Dellanave (1872-?).

Comece a escrever e pressione Enter para pesquisar